Curso de teclado gospel,onde comprar?

Acredito até que você chegou aqui, procurando exatamente por um curso de teclado gospel.
Caso contrário, você deve estar se perguntando, mas qual a relação entre curso de teclado e música gospel.

Indiferente de sua religião, ou da igreja que frequenta, acredito que você já deve ter visto um teclado ou até mesmo um piano, como um dos instrumentos da banda responsável pelo som da igreja.

Indiferente de suas crenças, eles acreditam que é a forma que eles tem para colaborar com a igreja.
Temos como exemplos de músicos que tocam na igreja, nosso professor Ramon Tessmann, que é o responsável pelo Ministério de Louvor, e nosso tecladista Augusto Canarin, que é é integrante do ministério dirigido por Ramon.
Agora que já explicamos o porquê dessa procura por um curso de teclado gospel, vamos ver como podemos te ajudar!

Onde encontrar um curso de teclado gospel?

Sim, um curso iniciante em geral, para que você aprenda primeiramente a como se portar no teclado.
Essa aprendizado inicial é necessário indiferente do estilo musical que você deseja tocar.

Até mesmo porque hoje em dia vemos muitas interpretações em formato de música gospel, por exemplo, rock gospel.
Então para você que procura aprender do zero, conheça o Método M30, através desse curso, em 30 dias você estará tocando suas músicas favoritas.

Agora se você já sabe tocar e o que está procurando é se desenvolver ainda mais, aproveite o Piano Prime, e suas técnicas incríveis para embelezar suas execuções na igreja.

Esse material é para você que quer ir além, sair do básico, do feijão com arroz e fazer apresentações ainda melhores em sua igreja, interpretações de músicas gospel incríveis.

A História das Teclas

Entre os mais antigos instrumentos de teclas, os irmãos mais velhos dos Teclados Musicais, estão o órgão, o clavicórdio e o cravo.

Desses, o órgão é, sem dúvida o mais antigo, aparecendo no século III a.C, chamado de hydraulis. Desde que foi inventado até o século XIV, o órgão permaneceu como o único instrumento de teclas. Porém, algumas vezes, o órgão não possuía teclas, mas botões e alavancas que eram operados com a mão.
Quase todo o teclado até o século XV tinha sete notas naturais (sem sustenidos ou bemóis) em cada oitava.
O clavicórdio e o cravo apareceram no século XIV, sendo o clavicórdio provavelmente o mais antigo. Durante o seu desenvolvimento, uma tecla Si bemol foi acrescentada para remediar o trítono entre o fá e o si, e outros semitons foram acrescentados.
O clavicórdio e o cravo foram muito utilizados até que a adoção generalizada do piano a partir do século XVIII, após o quê, sua popularidade decresceu.
Enfim chegamos no irmão do meio, o Piano revolucionou os instrumentos de teclas, porque o pianista poderia variar o volume (ou dinâmica) variando o vigor com que cada tecla é pressionada.
O nome completo do piano é “gravicèmbalo con piano e forte” significando “cravo com suave e forte”, mas pode ser encurtado para “piano-forte”, que significa suave-forte em italiano.

admin