São José

O pai adotivo de Jesus foi muito importante na formação da personalidade humana de Nosso Senhor.

São José é o patrono da Igreja e não por acaso. Homem fantástico, a Bíblia o chama de “justo” (Mateus 1, 19).

Como carpinteiro de Nazaré, José exercia uma profissão de “classe média”. O carpinteiro, naquela época, fazia também o trabalho de engenheiro, desenhando, calculando e construindo casas. Sua profissão permitiu a ele dar uma boa formação a Jesus.

Com efeito, na Palestina do tempo de Cristo, por volta dos seis anos de idade os meninos passavam para os cuidados do pai. Desse momento em diante, o filho começava a aprender a profissão do pai, permanecendo muito tempo com ele e começava a frequentar a escola da sinagoga.

Na sinagoga, o menino aprendia a ler, escrever e aprendia as Sagradas Escrituras. E era responsabilidade do pai acompanhar o aprendizado do filho, instruí-lo, orientá-lo e corrigí-lo quando necessário. As meninas não tinham o direito de aprender a ler, nem a escrever.

Assim, vemos que São José teve uma importância enorme na formação humana de Jesus. E, se Jesus foi o homem que foi, um pouquinho dessa maravilha “deve-se” a José.

Olhando apenas do ponto de vista humano, José fez de Jesus um homem independente e capaz de se manter profissionalmente. Sim! Jesus se tornou carpinteiro. Ele é chamado de carpinteiro nos Evangelhos. Significa que ele aprendeu a profissão do pai. Isso é um processo educacional que leva anos. Não se ensina uma profissão da noite para o dia. Jesus aprendeu com José!

Além de ensinar uma profissão ao filho, o pai tinha também o dever de ensinar ao filho todas as tradições do judaísmo, os mandamentos, os costumes. Era também o pai que ensinava o filho a rezar.

Em todos esses pontos, se olharmos apenas do ponto de vista humano, José foi impecável. Jesus, o Filho que ele educou, foi um homem de oração profunda como ninguém. Passava noites inteiras em oração conversando face a face com o Pai, Deus.

José também era um homem de oração profunda. Tanto que, por várias vezes, um anjo se comunicou com ele e ele sempre obedeceu. Isso aconteceu desde o tempo em que Jesus estava no ventre de Maria. E José sempre obedeceu. Agindo assim, José protegeu a Sagrada Família e assegurou que Jesus chegaria até à idade adulta para cumprir sua missão.

Quando Jesus era ainda menino, aos doze anos, ele já se mostrou um extraordinário conhecedor das Sagradas Escrituras, a ponto de passar três dias no templo de Jerusalém, discutindo com os Doutores da Lei. Do ponto de vista humano, este fato mostra que José ensinou muito bem a seu filho.

Por tudo isso, São José é um homem extraordinário. Ele foi pai e foi marido. Ele sustentou uma família com seu trabalho, ele encaminhou seu filho na vida, ele deixou sua esposa amparada. Ele cumpriu sua missão maravilhosamente.
E é por isso que nós podemos recorrer a São José em nossas necessidades. Os pais e os maridos, especialmente, podem e devem recorrer a São José em suas necessidades como pais e chefes de família. São José sabe muito bem o que é manter um lar com o suor do seu rosto. Ele sabe educar filhos, ele sabe formar pessoas.

Que São José nos ajude em nossa caminhada neste mundo. Que nos ajude a cumprirmos nossa missão. Quer sejamos pais, mães, filhos… São José conhece a natureza humana e, enquanto viveu neste mundo, foi vitorioso em todos os aspectos. Que ele consiga para nós também a vitória de uma vida digna, honrada, cheia de realizações e de paz.

 

Medalha de São José        Medalha de São José        Medalha de São José

 


 

Vicente AbreuDiretor de programa e roteirista na Tv seculo 21.
Criação, roteiro e direção,  dramaturgia e  campanhas.
Ensino superior: PUCCamp Campinas Filosofia e Teologia
Google Plus

 

Share Button

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios