São Francisco de Paula

Ele procurou se esconder e se humilhar, mas Deus o exaltou e o colocou nas alturas.

São Francisco de Paula tem uma mensagem fantástica para a humanidade, embora seja pouco conhecido em nossa sociedade.

Sua mensagem de vida começa, aliás, antes do seu nascimento. Seus pais desejavam muito ter um filho, mas tinham dificuldade para engravidar. O casal Viena de Fuscaldo e Giácomo Daléssio era muito devoto de São Francisco de Assis e pedia a ele a graça da paternidade.

Somente depois de muita oração, conseguiram engravidar. Nasceu-lhes, então, um filho homem, no qual colocaram o nome de Francisco, em homenagem ao santo de Assis.

O menino, gerado com tanta alegria e gratidão e nascido num lar cristão, logo começou a dar sinais de que seria alguém especial neste mundo. Aos

12 anos, já procurava uma vida espiritual mais profunda. Por isso, quis entrar no Convento de São Marcos, Itália. Permaneceu lá por um ano, mas não se identificou e voltou para sua casa.

Depois disso, seus pais o levaram numa longa e bela viagem passando por vários lugares santos da Itália. Terminando a viagem, chegaram ao Monte Cassino, onde existe o mosteiro fundado por São Bento. Ao conhecer a história deste santo, o adolescente Francisco se apaixonou e descobriu sua vocação para a vida de eremita. Seu chamado era para viver uma vida de oração, caridade, humildade e penitência.

Com dor no coração, seus pais permitiram que Francisco, ainda adolescente, se dedicasse a esta vocação. Assim, Francisco foi morar numa gruta no deserto, dedicando-se totalmente a Deus e à oração. Logo, ele descobriu e assumiu o lema de sua vida: “caridade, humildade e penitência”. Esse lema norteou toda a sua vida.

Depois de alguns anos, amadureceu em seu coração a missão de fundar uma ordem religiosa e ele assim o fez. Fundou a Ordem dos Mínimos,

 

inspirada na célebre frase de Jesus: “os últimos serão os primeiros”. A ordem seria dedicada à oração, à penitência e à caridade.

Em pouco tempo, a Ordem cresceu e vários jovens quiseram unir-se a Francisco. Assim, ele construiu um grande mosteiro na cidade de Paula, Itália. Daí vem o fato de ele ser chamado de São Francisco “de Paula”.

Por mais que Francisco de Paula buscasse a solidão e a contemplação, Deus o cumulava de dons que faziam o povo procurá-lo cada vez mais. Ele teve um extraordinário dom de cura em vida. E, após a morte, sua intercessão alcançou inúmeras curas. Ele tinha também o dom da profecia e o dom da pregação, que arrebatava seus ouvintes e convertia os corações.

A grande mensagem de São Francisco de Paula para o mundo de hoje é, sem dúvida, a mensagem da oração, da humildade e da busca sincera de Deus. Sua vida e seu exemplo mostram que, quando buscamos sinceramente a Deus, na humildade, esse Deus bondoso se revela e mostra sua face. Além disso, Deus concede dons conforme a necessidade das pessoas.

Que neste dia de São Francisco de Paula, lembremo-nos do poder da oração e, porque não dizer, do “poder da humildade”. Essas duas virtudes nos fazem chegar mais perto de Deus e mais perto dos homens.

Que São Francisco de Paula interceda por nós pedindo a Deus a grande graça da oração profunda e, como fruto dessa oração, a humildade, que nos aproxima de todos e transforma os corações.

 

Medalha de São José        Medalha de São José        Medalha de São José

 

 


 

Vicente AbreuDiretor de programa e roteirista na Tv seculo 21.
Criação, roteiro e direção,  dramaturgia e  campanhas.
Ensino superior: PUCCamp Campinas Filosofia e Teologia
Google Plus

 

Share Button

2 Respostas para São Francisco de Paula

  1. Vou tornar a comentar mais para a frente. Quro conhecer mais profundamente esse site, pois realmente me fez agradar. Tão logo tenha um conceito sobre esse site, comentarei. Vou le-lo mais um pouco.

  2. Grande Santo São Francisco de Paula!!!!!!!!!! Caridoso com os pobres, humilde e generoso em suas orações… Salve!

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Campos com * são obrigatórios